Joinville/ImportSIMGeo

From OpenStreetMap Wiki
Jump to: navigation, search

Foi dado início ao processo de importação dos arquivos em formato shape do SIMGeo de Joinville: https://geoprocessamento.joinville.sc.gov.br/download

Para mais informações, contatar o usuário Mapeiro.

O objetivo primário é importar o endereço dos lotes e, o secundário, o formato das edificações.

A conta utilizada é a Mapeiro_importPMJ.

Os dados foram tratados com scripts python etc para:

  • Recomposição de endereços. Ex: de "AVENIDA DOUTOR JOAO F. OLIVEIRA" para "Avenida Doutor João Francisco de Oliveira"
  • Remoção de lotes sem número no endereço (representam gramados ou outras áreas sem construções)
  • Extração do centróide de cada lote.
  • Detecção de endereços duplicados (eg: mais de um lote com o mesmo nome de rua e número). Geralmente isso ocorre em lotes adjacentes.

Os scripts também detectaram inconsistências em nomes de rua de Joinville no próprio OpenStreetMap. Essas correções foram feitas manualmente.

Ofício que autoriza a importação dos dados no OpenStreetMap

A importação dos endereços foi concluída no dia 16 de Fevereiro de 2017 com esse changeset.

A importação das edificações foi experimentada. Alguns quarteirões foram importados. Constatei, porém, que é um processo muito trabalhoso pois exige muita edição manual para:

  • Remoção de edificações irrelevantes tais como garagens de residências e outras construções pequenas e secundárias. A prefeitura mapeou absolutamente tudo, até abrigo de parada de ônibus e churrasqueira. Colocar tudo isso no mapa geraria muito ruído, deixaria o mapa confuso. Atrapalharia mais do que ajudaria.
  • Várias edificações não existem mais. O caso clássico é um terreno onde existiam casas que posteriormente foram demolidas e hoje no lugar existe um prédio de apartamentos. Outras são simplesmente demolidas e hoje há um terreno vazio. Ou então a edificação foi expandida, etc. Tudo isso precisa ser validado visualmente contra as imagens do Bing. E como as imagens do Bing no momento não são tão atuais assim, em alguns casos de áreas que conheço, até elas estão mostrando contruções que não existem mais ou deixando de mostrar edificações novas.

Quanto a edificações, acho que o mais útil é importar seletivamente a geometria de construções maiores como prédios de apartamentos, escritórios, escolas etc, pois esses, ao contrário de casas, tendem a durar bastante tempo além de serem pontos que interessam a mais pessoas do que casas residenciais.