Pt:Getting Involved

From OpenStreetMap Wiki
(Redirected from Pt-br:Getting Involved)
Jump to: navigation, search
Linguagens disponíveis — Getting Involved
· Afrikaans · Alemannisch · aragonés · asturianu · azərbaycanca · Bahasa Indonesia · Bahasa Melayu · Bân-lâm-gú · Basa Jawa · Baso Minangkabau · bosanski · brezhoneg · català · čeština · dansk · Deutsch · eesti · English · español · Esperanto · estremeñu · euskara · français · Frysk · Gaeilge · Gàidhlig · galego · Hausa · hrvatski · Igbo · interlingua · Interlingue · isiXhosa · isiZulu · íslenska · italiano · Kiswahili · Kreyòl ayisyen · kréyòl gwadloupéyen · Kurdî · latviešu · Lëtzebuergesch · lietuvių · magyar · Malagasy · Malti · Nederlands · Nedersaksies · norsk bokmål · norsk nynorsk · occitan · Oromoo · oʻzbekcha/ўзбекча · Plattdüütsch · polski · português · português do Brasil · română · shqip · slovenčina · slovenščina · Soomaaliga · suomi · svenska · Tiếng Việt · Türkçe · Vahcuengh · vèneto · Wolof · Yorùbá · Zazaki · српски / srpski · беларуская · български · қазақша · македонски · монгол · русский · тоҷикӣ · українська · Ελληνικά · Հայերեն · ქართული · नेपाली · मराठी · हिन्दी · অসমীয়া · বাংলা · ਪੰਜਾਬੀ · ગુજરાતી · ଓଡ଼ିଆ · தமிழ் · తెలుగు · ಕನ್ನಡ · മലയാളം · සිංහල · ไทย · မြန်မာဘာသာ · ລາວ · ភាសាខ្មែរ · ⵜⴰⵎⴰⵣⵉⵖⵜ · አማርኛ · 한국어 · 日本語 · 中文(简体)‎ · 吴语 · 粵語 · 中文(繁體)‎ · ייִדיש · עברית · اردو · العربية · پښتو · سنڌي · فارسی · ދިވެހިބަސް

Como ajudar o OpenStreetMap

Cartografe a sua vizinhança!

Você provavelmente já deu uma olhada no mapa e tentou encontrar a sua rua. Talvez o mapa não estivesse correto ou completamente acabado. Talvez a sua rua não esteja no mapa, ainda! E aqui está uma oportunidade para você participar. Nós criamos mapas sem olhar para os mapas existentes com direitos autorais, através do levantamento das ruas e usando várias mapping techniques, mas não há substituto para o seu conhecimento sobre o local onde você mora. Existe uma quantidade imensa de coisas que você pode fazer no seu bairro, sem levar em conta as dimensões globais deste projeto. Estamos encorajando as pessoas a participar e fazer pequenas contribuições aqui e ali para melhorar o mapa, porque muitas mãos tornam o trabalho leve. Então, crie uma conta e comece a editar(en)]!


Reportando erros no mapa

O Notes oferece uma maneira bem simples de avisar sobre problemas no mapa, como por exemplo, nomes errados ou faltantes, alguns pontos de interesse faltantes ... É sempre mais fácil corrigir essas informações erradas, e sua contribuição é muito importante.

Edição simples

Não é necessária muita experiência para começar a trabalhar no mapa. Talvez você esteja em uma área que pareça terminada, mas não se esqueça que nós estamos interessados em reunir a maior quantidade de informações detalhadas Map features. Coisas como bares, restaurantes até pontos de ônibus, tudo pode ser adicionado ao conjunto de dados. Encontrar estes pontos na sua vizinhança e marcá-los é a contribuição que esperamos de você. Você é bem vindo para corrigir erros que encontrar, por exemplo, nome de ruas. Verifique também o Notes para ver erros conhecidos na sua área, os quais você pode arrumar.

Então, crie uma conta, verifique as map features e comece a editar(en)]!


Criando mapas do zero

Talvez você visite ou more em um local com pouca cobertura do mapa. Isto é ótimo! Nós precisamos que você participe e nos ajude a conquistar o seu cantinho no globo!

Para encontrar as pessoas que estão envolvidas no mapeamento da sua região, vá até a página Mapping Projects(en) e visite também o seu perfil OSM para informar a sua localização.

Divulgação

Uma das formas de promoção são os adesivos.
Uma das maiores formas de ajudar é divulgar o OpenStreetMap dentro da sua comunidade. Dê uma olhada na página Calendário de Atividades, a qual apresenta uma listagem dos eventos futuros da OSM, além de conferências, encontros, etc. Se você tem um espaço em sua agenda, por que não preparar uma apresentação para divulgar o OSM? Existem alguns modelos de apresentação disponíveis.

Capturando dados

Uma grande quantidade de dados em bruto é necessária. Isso significa coletar os dados do GPS a partir dos tracklogs de um receptor de GPS. Você vai precisar ter uma conta no OSM para poder subir os dados. Após se regsitrar, use a página com as suas contribuições para subir os seus registros.

Você pode deixar os seus tracks públicos ou privados. No primeiro caso, outros usuários poderão usá-los para converter o seu track em pontos de interesse ou ruas, mas fique desde já avisado que isso pode incluir alguns dados seus particulares, como o trajeto para a sua casa, por exemplo, o qual fica armazenado em seu GPS.

Se você quiser contribuir com mais do que "apenas" os seus tracks (o que já é uma grande contribuição), converta-os para ruas, estradas, etc.. Veja como em participando do projeto OSM.

Cartografando a partir de tracks existentes

Caso você não tenha um aparelho de GPS, ainda ssim você pode ajudar cartografando os tracks que foram coletados. Em Londres, a empresa eCourier doou os registros dos GPS dos seus entregadores, isto significa que existe um registro em tracklog de cada grande rodovia e um monte de outras vias secundárias próximas à empresa. Neste caso, qualquer colaborador londrino que não possua um aparelho de GPS (por enquanto!) pode trabalhar com estes dados. Na verdade, ajuda muito você trabalhar com uma área que você conheça bem. Por favor,visite a página guia ilustrado para a edição de mapas OSM.


The Korea project includes some experimenting with remote collaboration, where users from anywhere in the world can create maps using data, including tracks, waypoints, photographs, and notes, collected in Korea. See Korea Mapping Guide.

You can also use imi's JOSM Java software to download the raw GPS tracks for a given area from OSM and then overlay what has been added in terms of nodes and line segments, again from the OSM server. It takes a while to do this for a larger area (say a country), but gives a pretty instant indication on what tracks have not yet been turned into streets or other linear features. You can then use JOSM to create nodes and line segments and upload these back to OSM. Don't be tempted to download for too big an area. It puts big loads on the platform, you probably won't have enough memory in your box and it takes a hell of a long time to pull the GPS trackpoints out of the server. Stick to a manageable area at first (say a city) and then collect more data from OSM as required by moving the window of view around.

Recording tracks using a GPS receiver

If you have a GPS unit that is capable of recording a track that can later be uploaded to a computer or a GPS unit that can be directly connected to a Laptop, PDA or Smartphone by Bluetooth, Serial Port or USB, then you can help by going out and recording tracks of any journeys that you make and then uploading them to the database. These tracks are useful even if you don't plan to mark up the roads yourself, there are people without GPS units who will do this if you don't. Tracklogs of roads that have already been mapped are also useful as they can help to validate the true path of a road by providing more sample points.

  1. Go for a walk or a cycle ride or a drive (or whenever you take any kind of journey)
    1. take your GPS with you
    2. switch your GPS on at the start of the part of the journey that you want to map
    3. set the GPS to tracking mode so that it records your journey. If your GPS unit has a "Snap to road" option, make sure that option is switched OFF, or you might end up merely recording a direct copy of the map loaded into the GPS unit, which is not only a copyright infringement, but is possibly going to be less accurate than the track you would otherwise record.
    4. if you plan to later make up the roads take some notes of the street names etc (unless you already know them - you cannot later get them from (or check them on) a map as this would infringe copyright).
    5. record your route along any linear feature. Rivers and waterways, footpaths, bridleways, rail and tramways, and any other fixed linear features are of interest to OSM. In future we will want points of interest and area information so add this information in your travels where you can and save it for when OSM can use this extra information. At the moment it can only effectively handle linear features.
    6. it may be helpful to record waypoints if there are features that would not obviously show up on a track log (for example a mini-roundabout).
  2. When you get home upload the tracklogs to the OpenStreetMap server.
  3. Finally, follow the instructions above if you want to transform your tracklogs into roads and streets.
  4. Repeat the process as often as you can.

More information is at Mapping techniques.

Projects

The Mapping projects page lists projects which you might like to help with. These will be goal oriented activities, such as mapping a particular town or city, or the motorway network for a country. If there is a project that interests you then you will be very welcome to get involved.

Rendering

Tiles@home is a distributed computing project for rendering OSM data for use with Slippy Map, the online map browser.

Donating money

See OSM Foundation

Developer

A lot of software development work is taking this project in many different directions. As mentioned above, we have created various map editing tools. In fact OpenStreetMap is powered by open source software from the slippy map interface, down to the underlying data access protocol (a web service interface for reading and writing map data). There is lots of scope for sub-projects working with our data and using our data, but we also need help fixing bugs and adding features to our core components.

So where to start?

  • The Develop page is the portal for developers document technical details and find areas they are interested in.
  • Join the 'dev' and 'talk' mailing lists to get a feel for the most current activity.
  • The Protocol specification is perhaps the main piece of decumentation to get your head around.
  • The Things To Do list is mainly development tasks