Santa Maria, Rio Grande do Sul/Transportes

From OpenStreetMap Wiki
Jump to: navigation, search
Menu rápido SM
Página principal de SM
Subpáginas
Energia  · Ensino  · Levant. Aerofotogramétrico  · Nomes de logradouros  · Subdivisões  · Sistema viário  · Transportes  · Sist. natural e uso da terra  · Tags provisórias  · Táxi  · UFSM  · Zona Azul  · ZROCD
Pads colaborativos
OSM SM  · Mapa UFSM  · Coluna Jornal Camobi
Usuários em SM
oooc map  · Telegram  · wiki
Baseados em OSM
 · F4map  ·  · OpenBusMap  · OpenVegeMap  · Wheelmap

A cidade possui transporte por avião, ônibus, micro-ônibus (conhecidos informalmente por azulzinho ou, mais raramente, lotação), táxi e mototáxi. Tem ainda áreas com sistema de estacionamento rotativo e outras com restrições de tráfego.

Ônibus

O transporte coletivo urbano (entende-se por urbano, inclusive o transporte interdistrital e não somente o transporte coletivo no distrito Sede) é regulamentado pela Lei Municipal nº 1567/1972.

A legislação mais atual que regulamenta a fiscalização do sistema é da década de 90, Lei Municipal nº 3224/1990.

As linhas de transporte coletivo por ônibus são operadas por seis empresas, Centro Oeste, Dores, Gabardo, Expresso Medianeira, Salgado Filho e Santa Catarina, que não possui site, reunidas no consórcio SIM - Sistema Integrado Municipal e representadas pela ATU - Associação dos Transportadores Urbanos de Santa Maria.

A tarifa, atualmente, é de R$ 3,90, fixada pelo Decreto Executivo nº 48/2018, e o pagamento é realizado no embarque, ao cobrador, em dinheiro ou utilizando os cartões do sistema de bilhetagem eletrônica, regulamentado pelo Decreto Executivo nº 109/2011. Não são aceitos cartões de crédito ou débito ou outras formas de pagamento.

O embarque é efetuado pela porta dianteira e o desembarque pela do meio ou pela porta traseira do veículo em pontos de parada predeterminados pelo poder público. Com a Lei Complementar nº 115/2018, após às 22h, mulheres, idosos e pessoas com deficiências podem desembarcar em qualquer local do trajeto regular das linhas de transporte público, onde as regras de trânsito permitirem.

Boa parte da frota possui elevadores e espaço próprio para cadeirantes localizados nas portas do meio ou traseiras dos veículos, que também podem ser utilizados por carrinhos de bebê, a partir da Lei Municipal nº 6229/2018.

Além disso, um sistema de biometria facial é utilizado para verificar a identidade dos usuários do sistema de bilhetagem eletrônica, regulamentado pelo Decreto Executivo nº 87/2015.

Usuários do sistema de bilhetagem tem acesso à passagem integrada, onde a segunda passagem é gratuita quando se utiliza mais de uma linha num deslocamento, desde que o embarque na segunda ocorra 40 minutos após o desembarque da primeira e que sejam linhas diferentes. A passagem integrada é intercalada com a tarifa normal, a quantidade de utilizações é limitada e depende do tipo de cartão utilizado pelo usuário.

Na página Ônibus constam mais detalhes sobre o mapeamento das linhas de transporte coletivo por ônibus.

Micro-ônibus

As linhas seletivas são operadas pelas mesmas empresas que operam as linhas de transporte coletivo por ônibus. Os veículos são micro-ônibus de cor azul, possuem ar-condicionado e os itinerários são semelhantes aos das linhas de ônibus.

A tarifa é sempre superior à do transporte coletivo por ônibus. Seu valor é de R$ 4,70, fixado pelo Decreto Executivo nº 48/2018, e o pagamento é efetuado em dinheiro ou com tíquetes de passagem no momento do desembarque, ao motorista, porque não existem cobradores nessas linhas. Não são aceitos os cartões do sistema de bilhetagem eletrônica do sistema de transporte coletivo por ônibus ou outras formas de pagamento.

Os tíquetes podem ser adquiridos na sede ou nos guichês da ATU disponíveis na UFSM.

O embarque/desembarque é efetuado por uma única porta e ocorre em qualquer parte do itinerário, mediante solicitação do usuário. São poucas linhas, que operam, essencialmente, entre os bairros, centro da cidade, estação rodoviária e UFSM.

A frota não é acessível, não possui elevadores ou espaço reservado para cadeirantes.

Em 2016, foram mapeados 19 itinerários de linhas seletivas e, aparentemente, não existem outros. Mais detalhes estão disponíveis na página Azulzinho.

O consórcio SIM, que opera as linhas de ônibus e micro-ônibus, disponibiliza informações sobre linhas e horários.

A prefeitura municipal de Santa Maria, segundo a Secretaria de Mobilidade Urbana, só possui as informações coletadas à época da realização do PDMU - Plano Diretor de Mobilidade Urbana, instituído pela Lei Complementar nº 098/2015, contantes no anexo cartográfico do relatório técnico III, não possuindo informações sobre todos as variações de itinerários existentes atualmente na cidade.

Interdistrital

As linhas interdistritais existentes são operadas pelas empresas Expresso Medianeira, LD Transportes, Transton Transportes e Centro Oeste.

Atualmente, as tarifas são fixadas pelo Decreto Executivo nº 58/2018, variam de R$ 5,00 à R$ 18,88 e o pagamento é efetuado somente em dinheiro, não sendo aceitos os cartões do sistema de bilhetagem eletrônica do sistema de transporte coletivo por ônibus.

Os valores das tarifas são sempre compatibilizados com os valores das tarifas urbana e intermunicipais, de maneira que nunca sejam inferiores a estas.

Existem poucos informações disponíveis sobre itinerários, horários e pontos de parada. Horários tem sido divulgados, de maneira confusa, em página eletrônica da prefeitura.

Apesar da falta de informações, a página Interdistrital trás alguns itinerários.

Táxi

O serviço de transporte em veículos de aluguel (táxi) em Santa Maria é regulamentado pela Lei Municipal nº 5863/2014 e pelo Decreto Executivo nº 67/2014. A cidade possui uma frota de 326 veículos, dentre os quais 7 são adaptados para pessoas cadeirantes, distribuídos em 62 pontos de estacionamento.

A cor padrão dos veículos é branca. O pagamento pode ser efetuado em dinheiro e por meio de cartões de crédito e débito. A tarifa é fixada pelo Decreto Executivo nº 124/2016 e calculada assim: R$ 5,20 (bandeirada) + R$ 3,00 (na bandeira I) ou R$ 3,65 (na bandeira II) x distancia percorrida (km) + R$ 17,00 x tempo parado (em horas). A bandeira I é utilizada nos dias úteis das 6h até as 22h. A bandeira II é utilizada nos dias úteis a partir das 22h até as 6h da manhã do dia seguinte, bem como nos domingos e feriados durante todo o dia.

Atualmente a cidade possuiu três cooperativas/radio táxi/associações, são elas: Rádio Táxi COOPAVER, Rádio Táxi Universitária e ATASM - Associação dos Condutores de Táxi de Santa Maria.

Para mais detalhes sobre o mapeamento de pontos de táxi, consulte a página Táxi.

Mototáxi

Ferrovias

Ver Ferrovias.

Zona de Restrição de Operação de Carga e Descarga

Ver Zona de Restrição de Operação de Carga e Descarga.

Zona Azul

Ver Zona Azul.