Pt:Key:lanes

From OpenStreetMap Wiki
Jump to navigation Jump to search
Public-images-osm logo.svg lanes
Dscf0444 600.jpg
Descrição
Número de vias numa dada faixa de rodagem. Edit or translate this description.
Grupo: Properties
Usado nos elementos
não deve ser usado em pontospode ser usado em linhasnão deve ser usado em áreasnão deve ser usado em relações
Combinações úteis
Ver também
Wikidata
Situação: de facto

Descrição

A chave lanes=* é usada para indicar o número de vias de trânsito que existem numa estrada ou [W] faixa de rodagem. Para etiquetar vias individuais numa estrada, consultar o artigo sobre o sufixo lanes (en). Para etiquetar vias para bicicletas, ver cycleway=*. Para vias de motos, consultar motorcycle=* ou lanes (en).

Convém notar que também se podem marcar vias nos casos em que uma estrada não as distingue por marcas pintadas na superfície.

Elementos básicos de uma Faixa de Rodagem


Os seguintes tipos de vias devem ser incluídos:

  • Vias de uso geral, adequadas para veículos mais largos que uma mota.
  • [W] Corredores de ônibus/autocarros, que estão reservados a veículos de transporte público (PSV), como ônibus/autocarros ou táxis. Além de indicar o número total de vias, deve-se considerar indicar o número de vias para este tipo de veículo, com lanes:psv=*, lanes:bus=* e lanes:taxi=*.
  • [W] Vias para veículos com mais de um ocupante, também chamadas de vias para veículos com alta ocupação (VAO), vias reservadas para veículos com ocupação múltipla (VOM) ou vias de veículos compartilhados. O número deste tipo de vias pode ser indicado com lanes:hov=*.
  • Vias disponíveis para veículos a horas restritas, como por exemplo em horas de ponta, assinaladas por mensagens variáveis. O nome destas vias varia de país para país. Por vezes, as bermas/acostamentos de uma estrada podem ser usadas para este fim, tal como acontece nos Estados Unidos da América e no Brasil, reutilizando a berma com a chave shoulder=* (en). [1]
  • Vias de conversão/ligação longas, por exemplo em rodovias de trânsito rápido. Ver turn=* para mais detalhes de como etiquetar este tipo de via.

Os seguintes tipos de vias devem ser excluídos:

  • Vias de conversão/ligação menores, sem via de desaceleraçã/aceleração, ou seja, a estrada principal só é mais larga devido à intersecção.
  • Vias de estacionamento. Considerar usar parking:lane=* para fornecer mais informação.
  • Vias de bicicleta. Para estes casos, usar a etiqueta cycleway=lane.
  • Vias de emergência na [W] berma/acostamento. Ver shoulder=* (en) para mais informações.

Informações adicionais

Vias com sentidos diferentes

Se as vias de uma estrada com dois sentidos não estiverem distribuídas uniformemente em ambos os sentidos, podem ser adicionadas as chaves lanes:forward=* e lanes:backward=* além da etiqueta lanes=*. A etiqueta lanes:forward=* equivale à mesma direção da linha(en) no OSM e lanes:backward=* refere-se à direção oposta.

A etiqueta lanes=* é muitas vezes mal utilizada para indicar o número de vias em cada sentido, em vez do número total da faixa/pista de rodagem. Se o mapeador optar por descrever o número de vias para a frente e para trás, esta ambiguidade é evitada. (Normalmente, isto é válido para estradas com um número ímpar de vias, ou com um número de vias par que não é uniforme (4+2; 1+3 etc.)

Para vias com trânsito em ambos os sentidos, como vias centrais, existe a proposta both_ways que permitirá o uso da chave lanes:both_ways=*.

Ver em baixo para alguns exemplos do uso destas chaves.

Vias reservadas para veículos específicos

O número de vias que estão reservadas a tipos específicos de veículos pode ser definido com a chave lanes adicionando um sufixo que indique o modo de transporte com a chave access=*. Por exemplo: lanes:bus=1 para uma via reservada para autocarros /ônibus. Se for necessário especificar o sentido dessas vias, deve-se usar o sufixo :forward ou :backward como na secção anterior. Por exemplo: lanes:taxi:forward=1 indica que existe uma via reservada a táxis no sentido da linha desenhada no OSM.

NOTA! A chave lanes:*=* só pode ser usada para indicar o número de vias que estão reservadas para um tipo de transporte específico. Não especifica quais as vias onde o tipo de transporte pode circular.

Se, por exemplo, numa estrada com três vias, os veículos pesados de mercadorias só podem circular na via mais à direita, lanes:hgv=1 não representa essa restrição! (lanes:hgv=1 significa que os transportes de mercadorias têm uma via dessa estrada reservada para eles, mas não especifica qual)

As restrições para veículos podem ser etiquetadas com o sufixo:lanes e seu esquema de etiquetas. Por exemplo: hgv:lanes=no|no|yes restringe os veículos de mercadorias à via mais à direita numa faixa com três vias.

Restrições que só se aplicam em certas horas ou dias

Para vias com restrições em certos horários, deve-se usar a etiqueta que aplica condições às vias. Por exemplo: lanes:bus:conditional=* ou lanes:psv:conditional=*. Consultar Conditional restrictions (en) para mais pormenores.

Sem marcação de vias

Muitas estradas estreitas, rurais ou de pavimento em paralelos não têm marcações de via (sem marcação no eixo da faixa de rodagem). Para indicar que uma estrada não tem marcações, recomenda-se o uso de uma etiqueta explícita como lane_markings=no (en)em vez de um valor de lanes=* incerto como 0, 1.5 ou none, que poderão causar problemas a programas que usem esses dados.

Estradas estreitas

Há estradas que têm dois sentidos, mas que não têm vias marcadas e são muito estreitas. Nestes casos, é possível que os veículos tenham de abrandar quando se cruzam. É fortemente recomendado que, nestes casos, se mapeie a largura da fixa de rodagem com width=* (Não confundir com maxwidth=*). Se a largura variar muito, deve ser especificada a largura mínima. Se não for possível ou razoável determinar a largura exata, deve-se usar uma estimativa e a etiqueta adicional source:width=estimated, como no exemplo que se segue:

 width=4
 source:width=estimated

Por vezes, as estradas estreitas têm pontos de passagem, onde é possível o cruzamento de veículos (ver exemplos na tabela em baixo). Esses pontos podem ser etiquetados com highway=passing_place. A contagem de vias não é afetada por estes pontos.

Exemplos

Imagem Etiquetas Comentários
Residential.jpg lanes=2 Uma via residencial com duas vias. Considere especificar a etiqueta adicional parking:lane=* para indicar que há estacionamento lateral.
Dscf0444 600.jpg lanes=2 na faixa da direita

lanes=2 na faixa da esquerda
Cada faixa/pista desenhada separadamente

Uma estrada duplicada representada com duas faixas/pistas caminho cada uma com a etiqueta de sentido único oneway=yes.
Reelsen1.JPG lanes=2
lane_markings=no
Uma estrada com dois sentidos, mas sem eixo marcado. Apesar das linhas delimitadoras que indicam os limites da estrada, estas não marcam as vias individuais, que devem ser marcadas como duas. Nestes casos, deve-se usar a etiqueta lane_markings=no.
Narrow road.jpg lane_markings=no
e, opcionalmente:

width=4
source:width=estimated

Uma via estreita de dois sentidos e sem marcações com uma largura estimada de 4 metros.
Scotland Kinlochewe SingleTrackRoad.jpg highway=passing_place Uma estrada estreita com um espaço de passagem deve ser marcado com um ponto nó etiquetado com highway=passing_place.
cycleway with two marked lanes highway=cycleway lanes=2 Uma ciclovia com duas vias marcadas.
Simpleuklanes middle.jpg lanes=5
lanes:forward=3
lanes:backward=2
Considerando que a direção da estrada no OSM seja da esquerda para a direita.
Uma faixa de rodagem com 5 vias, sendo que 3 são no sentido para a frente e 2 no sentido para trás. As vias com restrição de conversão devem ser etiquetadas com turn=*.
Zeitabhängige Busspur.jpg lanes=3
lanes:bus:conditional=1 @ (Mo-Fr 07:00-19:00)
Uma estrada com três vias, em que a mais à direita é exclusiva para autocarros/ônibus num determinado horário. A fusão da via da esquerda deve ser etiquetada com turn=*. Consultar o artigo Conditional restrictions para uma explicação detalhada do sufixo :conditional.

Pressupostos

Se numa estrada de dois sentidos só se etiquetar o número total de vias e esse número for par, presume-se que as vias são atribuídas de forma uniforme em ambos os sentidos. Por exemplo: lanes=6 presume que a estrada tem 3 vias em cada sentido.